Getting the best

Incrível a capacidade que a vida tem de me surpreender, de me fazer sentir fora do ninho, como se tudo tivesse escapado do meu controle. Mais incrível ainda como isso ainda me afeta da mesma forma há tanto tempo. Por um segundo me pergunto se isso é bom, e logo percebo que quando se trata de ti, não. Afinal tua capacidade de me surpreender ultrapassou todos os limites possíveis.

Não te quero longe nem um segundo, não quero ficar sem teus abraços, sem tuas brincadeiras, sem teu carinho, sem teu controle – o tempo todo. Às vezes me pergunto se isso é bom, me sentir sem limites, sem preocupações. Fico me sentindo estúpida, com atitudes que eu desaprovaria há alguns meses atrás, apavoro-me como tu consegue me deixar apaixonada desse jeito. É algo que a minha cabeça não permite, mas meu coração não escuta, ele fica dizendo “te quero” o tempo todo…

Não bastando meu corpo não me responde mais, meus pés não colaboram, gaguejo, rio escancaradamente, me sinto nua. Pronta pra tu descobrir o que tu quiser, fazer o que quiser, “sou tua” escuto isso mil e uma vezes, e ao mesmo tempo meu coração, minha mente, meu corpo confirmam “só tua”.