Você aceitou, não pediu que eu ficasse.
Ao mesmo tempo, doía saber que tu não lutaria tanto como eu por um abraço.
Foram desculpas, em nenhum momento clareza.
Eu estava pedindo demais?
Era um abraço que nos separava.
Te deixar ir me pareceu sensato, mas deveria doer tanto?
Senti que te perdi e novamente.
O que eu queria era teus braços, dizendo que todo esse tempo de espera valeu a pena.
Até onde eu aguento deixar o amor? Deixar tu ir embora?
Não vá.
Não vá.
Por que deixei ir? Ah, a sensatez.

Anúncios