Eu só queria voltar para casa

A última coisa que eu vi foi aquele farol forte nos meus olhos. Eu nunca havia visto um caminhão tão de perto. Instintivamente, segurei-me com força onde podia, antes de sentir o choque e meu corpo se balançar sem parar dentro do carro. Eu só conseguia gritar. Depois do choque, meu corpo paralisou por alguns instantes e senti meu coração a mil e aquela dor dilacerante passando por cada uma das minhas veias.

Eu só queria voltar para casa.

Abri meus olhos escutando gritos e sussurros, nada parecia fácil naquele momento. Quando tive forças, estiquei meu braço e me soltei, sentindo meu pescoço doer e arder, mas isso não me importava. Havia duas coisas valiosas ali comigo. E eu não tinha forças nem para perguntar se todos estavam bem. Algo dentro de mim dizia que não estavam. Saí daquele carro e não olhei pro lado, talvez com medo do que me esperava. Talvez sabendo que nada adiantaria, o pior já havia acontecido. Eu não dei adeus.

Eu só queria voltar para casa.

Algumas mãos me seguraram, me colocaram contra aquele chão quente, onde eu conseguia olhar as estrelas. Não chorei. Chorar faria doer mais. Aguentei-me com todas as forças que eu sabia que tinha em algum lugar, e as lágrimas caíram durante todo o mês que estava por vir, o mais longo da minha vida. Olhando pra aquele céu infinito, havia esperança e medo. Eu não tinha espaço para dor, me sentia anestesiada, sentindo apenas algumas formigas subindo por cima do meu corpo, se aproveitando de algo que eu não fazia ideia. Logo, fui mordida, mas isso também não me interessava.

Eu só queria voltar para casa.

Aquelas notícias pareciam piorar a cada instante em que meu corpo doía naquela ambulância, eles pediam para eu não dormir, mas eu já estava, porque aquilo só podia ser um pesadelo – e que infelizmente demorei muito para acordar. Acreditei por alguns minutos que no outro dia isso não significaria nada. Logo, eu estaria em casa, com as pessoas mais importantes. Mas a notícia foi inevitável, o sofrimento perdurou e perdura até hoje. Não há explicação para tudo que aconteceu…

E eu só queria voltar para casa.

Anúncios